Comandos Úteis do Git

O Git é uma ferramenta de versionamento excelente criada para controlar o código do Kernel do Linux. Com o tempo se mostrou extremamente completa e competente para todos os tipos de projeto, apesar de ser um pouco mais complexa. Esse é um post diferente com intuito de apresentar alguns comandos úteis que podem ajudar no dia a dia, ele é resultado de pesquisas naqueles momentos de aperto.

A arte é uma ferramenta; os espíritos são os operários.

Victor Hugo

Estados do Git

Configuração

As configurações realizadas são armazenados no arquivo .gitconfig na pasta home do usuário.

Nome do usuário

git config --global user.name "Ivan Queiroz"

Email

git config --global user.email ivanqueiroz@gmail.com

Editor de texto padrão

git config --global core.editor vim

Ferramenta de merge

git config --global merge.tool vimdiff

Arquivos ignorados nos repositórios globalmente

git config --global core.excludesfile ~/.gitignore

Listar configurações

git config –list


Manipulação de repositório

Comandos para manipular o repositório Git local.

Criar novo repositório

git init

Verificar estado dos arquivos/diretórios

git status

Adicionar um arquivo em específico

git add <nome do arquivo>

Adicionar um diretório em específico

git add <nome do diretório>

Adicionar todos os arquivos/diretórios

git add .

Adicionar um arquivo que esta listado no .gitignore (geral ou do repositório)

git add -f <nome do arquivo>

Comitar um arquivo

git commit <nome do arquivo>

Comitar vários arquivos

git commit <nome do arquivo> <nome do outro arquivo>

Comitar informando mensagem

git commit <nome do arquivo> -m "<mensagem>"

Remover arquivo

git rm <nome do arquivo>

Remover diretório

git rm -r <diretório> ---

Consultando histórico

Comandos para verificar o histórico do repositório.

Exibir histórico

git log

Exibir histórico com diff das duas últimas alterações

git log -p -2

Exibir resumo do histórico (hash completa, autor, data, comentário e qtde de alterações (+/-))

git log --stat

Exibir informações resumidas em uma linha (hash completa e comentário)

git log --pretty=oneline

Exibir histórico com formatação específica (hash abreviada, autor, data e comentário)

git log --pretty=format:"%h - %an, %ar : %s"
  • %h: Abreviação do hash;
  • %an: Nome do autor;
  • %ar: Data;
  • %s: Comentário.

Mais opções de formatação no Git Book

Exibir histório de um arquivo específico

git log -- <caminho_do_arquivo>

Exibir histórico de um arquivo específico que contêm uma determinada palavra

git log --summary -S<palavra> [<caminho_do_arquivo>]

Exibir histórico modificação de um arquivo

git log --diff-filter=M -- <caminho_do_arquivo>

Exibir histórico de um determinado autor

git log --author=usuario

Exibir revisão e autor da última modificação de uma bloco de linhas

git blame -L 12,22 <nome do arquivo> ---

Desfazendo modificações

Comandos para voltar estados do workspace.

Desfazendo alteração local (working directory)

Este comando deve ser utilizando enquanto o arquivo não foi adicionado na staged area.

git checkout -- <nome do arquivo>

Desfazendo alteração local (staging area)

Este comando deve ser utilizando quando o arquivo já foi adicionado na staged area.

git reset HEAD <nome do arquivo>

Se o resultado abaixo for exibido, o comando reset não alterou o diretório de trabalho.

Unstaged changes after reset:
M    <nome do arquivo>

A alteração do diretório pode ser realizada através do comando abaixo:

git checkout <nome do arquivo> ---

Trabalhando com remotos

Comandos para interagir com repositórios remotos.

Exibir os repositórios remotos

git remote

git remote -v

Vincular repositório local com um repositório remoto

git remote add origin <endereço do repositório>

Exibir informações dos repositórios remotos

git remote show origin

Renomear um repositório remoto

git remote rename origin curso-git

Desvincular um repositório remoto

git remote rm curso-git

Enviar arquivos/diretórios para o repositório remoto

O primeiro push de um repositório define o comportamento default para qual remoto enviar.

git push -u origin master

Nos seguintes a informação pode ser omitida.

git push ---

Obtendo modificações remotas

Comandos para obter informações dos repositórios remotos.

Atualizar os arquivos no branch atual

git pull

Buscar as alterações, mas não aplica-las no branch atual

git fecth

Clonar um repositório remoto já existente

git clone <endereço> ---

Tags

Comandos para manipulação de tags.

Criando uma tag leve

git tag <nome da tag>

Criando uma tag anotada

git tag -a <nome da tag> -m "<mensagem>"

Criando uma tag assinada

Para criar uma tag assinada é necessário uma chave privada (GNU Privacy Guard - GPG).

git tag -s <nome da tag> -m "<mensagem>"

Criando tag a partir de um commit (hash)

git tag -a vs-1.2 9fceb02

Criando tags no repositório remoto

git push origin vs-1.2

Criando todas as tags locais no repositório remoto

git push origin --tags ---

Branches

Comandos para manipulação de branches.

Site muito bom para entender Learn Git Branching

Criando um novo branch

git branch <nome do branch>

Trocando para um branch existente

git checkout hotfix/form-erro

Neste caso, o ponteiro principal HEAD esta apontando para o branch chamado hotfix/form-erro.

Criar um novo branch e trocar

git checkout -b hotfix/form-erro

Voltar para o branch principal (master)

git checkout master ---

Merge

git merge hotfix/form-erro

Para realizar o merge, é necessário estar no branch que deverá receber as alterações. O merge pode automático ou manual. O merge automático será feito em arquivos textos que não sofreram alterações nas mesmas linhas, já o merge manual será feito em arquivos textos que sofreram alterações nas mesmas linhas.

A mensagem indicando um merge manual será:

Automerging meu_arquivo.txt
CONFLICT (content): Merge conflict in meu_arquivo.txt
Automatic merge failed; fix conflicts and then commit the result.

Apagando um branch

git branch -d hotfix/form-erro

Listar branches

git branch

Listar branches com informações dos últimos commits

git branch -v

Listar branches que já foram fundidos (merged) com o master

git branch --merged

Listar branches que não foram fundidos (merged) com o master

git branch --no-merged

Criando branches no repositório remoto

git push origin hotfix/form-erro

Criando um branch remoto com nome diferente

git push origin hotfix/form-erro:new-branch

Baixar um branch remoto para edição

git checkout -b bug-123 origin/hotfix/form-erro

Apagar branch remoto

git push origin:hotfix/form-erro

Rebasing

Fazendo o rebase entre um o branch experiment e o master.

git checkout experiment

git rebase master

Mais informações e explicações sobre o Rebasing


Stash

Para alternar entre um branch e outro é necessário fazer o commit das alterações atuais para depois trocar para um outro branch. Se existir a necessidade de realizar a troca sem fazer o commit é possível criar um stash. O Stash como se fosse um branch temporário que contem apenas as alterações ainda não commitadas.

Criar um stash

git stash

Listar stashes

git stash list

Voltar para o último stash

git stash apply

Voltar para um stash específico

git stash apply stash@{2}

Onde 2 é o índice do stash desejado.

Criar um branch a partir de um stash

git stash branch meu_branch ---

Reescrevendo o histórico

Comandos para manipular os commits.

Alterando mensagens de commit

git commit --amend -m "<mensagem>"

Alterar últimos commits (Rebase)

Alterando os três últimos commits

git rebase -i HEAD~3

O editor de texto será aberto com as linhas representando os três últimos commits.

pick f7f3f6d changed my name a bit
pick 310154e updated README formatting and added blame
pick a5f4a0d added catfile

Altere para edit os commits que deseja realizar alterações.

edit f7f3f6d changed my name a bit
pick 310154e updated README formatting and added blame
pick a5f4a0d added catfile

Feche o editor de texto.

Digite o comando para alterar a mensagem do commit que foi marcado como edit.

git commit –amend -m “Nova mensagem”

Aplique a alteração

git rebase --continue

Atenção: É possível alterar a ordem dos commits ou remover um commit apenas mudando as linhas ou removendo.

Juntando vários commits

Seguir os passos anteriores, porém marcar os commits que devem ser juntados com *squash

pick f7f3f6d changed my name a bit
squash 310154e updated README formatting and added blame
squash a5f4a0d added catfile

Remover todo histórico de um arquivo

git filter-branch --tree-filter 'rm -f passwords.txt' HEAD

Bisect

O bisect (pesquisa binária) é útil para encontrar um commit que esta gerando um bug ou uma inconsistência entre uma sequência de commits.

Iniciar pequinsa binária

git bisect start

Marcar o commit atual como ruim

git bisect bad

Marcar o commit de uma tag que esta sem o bug/inconsistência

git bisect good vs-1.1

Marcar o commit como bom

O GIT irá navegar entre os commits para ajudar a indentificar o commit que esta com o problema. Se o commit atual não estiver quebrado, então é necessário marca-lo como bom.

git bisect good

Marcar o commit como ruim

Se o commit estiver com o problema, então ele deverá ser marcado como ruim.

git bisect bad

Finalizar a pesquisa binária

Depois de encontrar o commit com problema, para retornar para o HEAD utilize:

git bisect reset

Fontes

Escrito em 19 Maio de 2019